Grávidas e a Gripe A

Categorias: Gripe A, Notícias em September 11, 2009

As Grávidas são um grupo em Risco. E existem cuidados especiais que devem ser tomados para proteger a mãe e o bébé. Em baixo seguem algumas recomendações que fui buscar ao Portal da Saúde, espero que ajude:

AMAMENTAÇÃO:

As mães não doentes com o vírus da gripe A(H1N1)v, deverão ser encorajadas a iniciar precocemente a amamentação e a amamentar com frequência os seus filhos.

* Idealmente os bebés deverão receber sobretudo leite materno. Eliminar a desnecessária substituição com fórmulas para lactentes, ajudará os bebés a adquirir um maior número de anticorpos maternos (Anticorpos são proteínas fabricadas no corpo pelo sistema imunitário que ajudam a combater a infecção).
* Os recém-nascidos têm um elevado risco de doença grave com este novo vírus da gripe A(H1N1)v e muito pouco se sabe, ainda, sobre a prevenção da gripe A. Se viável apenas os adultos saudáveis deverão cuidar dos recém-nascidos, inclusive para os alimentar.
* O risco de transmissão através do leite é desconhecido. No entanto, os estudos efectuados sobre a presença de vírus no leite humano na gripe sazonal, sugerem que esse risco é raro, pelo que se supõe que a passagem deste vírus no leite seja também pouco provável.
* As mulheres doentes com a infecção pelo vírus da gripe A(H1N1)v podem extrair o leite, para recipientes próprios, e solicitar a um membro da família que esteja saudável que o dê ao bebé.

PROTEGER O BEBÉ DO VÍRUS DA GRIPE A:

* Tenha um cuidado extra em lavar frequentemente as mãos, com água e sabão, durante 15 a20 segundos, ou com uma solução alcoólica.gravidas e a gripe a
* Mantenha o bebé afastado de pessoas doentes.
* Limite a permuta de brinquedos com outras crianças sobretudo se os levam à boca.
* Lave frequentemente com água e sabão os objectos que o bebé ponha na boca.

Quando tratamos com recém-nascidos todo o cuidado é pouco, devemos ter especial atenção e tal como referido acima é importante afastar os Bebé de pessoas que apresentem sintomas da doença, mesmo que seja a mãe. Neste caso a amamentação deve continuar porque os recém-nascidos não amamentados têm menor capacidade de se defenderem da infecção pois não dispõem dos anticorpos protectores que passam no leite das mães.

Deixe um Comentário: