Recomendações/Dicas Gripe A (H1N1)!

Categorias: Gripe A, Informações em October 18, 2009

PUB 200X200

Deixo aqui algumas recomendações a ter, para prevenir algum tipo de contacto com a Gripe A (H1N1). Se seguir todas estas ”regras”, é muito provável que não seja contagiado pela famosa Gripe A, no entanto não existem garantias e por isso mesmo, se tiver algum sintoma ou se andar desconfiado que algo não está bem, é aconselhável que visite o seu médico.

– Evite o contacto próximo com pessoas com gripe! Procure não estar na presença de pessoas com gripe. Se ficar doente, mantenha-se afastado dos outros, pelo menos a 1 metro de distância, para protegê-los de adoecer também.

– Se ficar doente, permaneça em casa! Se estiver com sintomas de gripe, fique em casa e contacte a Linha Saúde 24, pelo número 808 24 24 24, de forma a proteger-se e evitar o contágio a outras pessoas.

– Se tossir ou espirrar, cubra a boca e o nariz com um lenço de papel! Para impedir que outras pessoas venham a adoecer, é muito importante, quando tossir ou espirrar, que cubra a boca e o nariz com um lenço de papel ou com o antebraço, mas nunca com a mão! De imediato, deposite no lixo o lenço utilizado.

– Lave as mãos frequentemente com água e sabão! É fundamental lavar as mãos com frequência, com água e sabão em abundância, durante 20 segundos, pelo menos, em particular depois de tossir ou espirrar. Em alternativa, pode usar toalhetes à base de álcool.

– Evite o contacto das mãos com os olhos, nariz e boca! Procure não tocar nos olhos, nariz e boca sem ter lavado as mãos, porque o contacto destas com superfícies ou objectos contaminados é uma forma frequente de transmissão da doença.

– Limpe frequentemente as superfícies ou objectos mais sujeitos a contacto com as mãos! É necessário manter limpas, com um produto de limpeza comum, as superfícies sujeitas a contacto manual muito frequente, tais como mesas de trabalho e maçanetas das portas.

– Estas medidas são também muito importantes nas crianças! Na prevenção do contágio nas crianças, é muito importante assegurarmo-nos de que estas medidas também são respeitadas por elas.

– Se adoecer, assegure-se de que terá o apoio de outras pessoas! É importante saber a quem poderá pedir ajuda, em caso de necessidade.

– Utilização de máscaras de protecção. O uso de máscaras por pessoas doentes com sintomas de gripe pode ajudar a reduzir o risco de contágio.

– Lave as mãos com frequência (sobretudo, após assoar-se, tossir ou espirrar, utilizando água e sabão ou uma solução alcoólica);

– Quando tossir ou espirrar cobra a boca e o nariz (com um lenço de papel de utilização única ou na ausência deste, cobrindo a boca / nariz com o antebraço – nunca com as mãos);

– Se tiver que recorrer aos serviços de saúde e apresentar sintomas de gripe, utilize uma máscara de protecção (máscara cirúrgica);

– Se apresentar sintomas de gripe (febre alta, tosse, mal-estar geral…) fique em casa (não mande para a escola os seus filhos doentes);

– Se apresentar sintomas de gripe e tiver viajado para áreas afectadas ou tido contacto com alguém doente com gripe A, fique em casa e ligue para: 808 24 24 24 – Linha de Saúde 24.



Qual a diferença entre a Gripe Comum e a Gripe A (H1N1)?

Categorias: Gripe A, Informações em October 18, 2009

Não existem grandes diferença nos sintomas, mas obviamente que a Gripe A (H1N1) é muito mais perigosa. Os sintomas são muito parecidos e por isso podem enganar muita gente: febre repentina, tosse, dor de cabeça, dores musculares, dores nas articulações. Não importa actualmente, saber se o que se tem é gripe comum ou a nova gripe, a gripe H1N1. Deve procurar um médico ou um posto de saúde se sentir algum destes sintomas.


Sintomas do vírus da Gripe A (H1N1)?

Categorias: Gripe A, Informações em October 18, 2009

Deixo aqui os vários sintomas da infecção pelo novo vírus da Gripe A(H1N1). Os sintomas são parecidos com aqueles provocados pela gripe sazonal e por isso é preciso estar muito atento, em caso de dúvida o melhor é mesmo ir visitar o seu médico. Em alguns casos, podem surgir complicações graves em pessoas saudáveis que tenham contraído a infecção. É necessário estar atento, pois é a sua saúde que está em jogo, e em Portugal já existem mais de 500 habitantes contagiados pelo vírus.

– Febre Elevada
– Sintomas respiratórios (tosse, nariz entupido)
– Dor de garganta
– Possibilidade de ocorrência de outros sintomas
– Dores corporais ou musculares
– Dor de cabeça
– Arrepios
– Fadiga
– Vómitos ou Diarreia – Sintomas mais frequentes na Gripe A (H1N1)


Portugal Com 554 infectados com Gripe A!

Categorias: Gripe A, Notícias em October 17, 2009

A gripe A em Portugal está imparável nas ultimas 24 horas foram 49 casos de Gripe A. Estes novos casos de gripe A em Portugal aumenta o número de casos para 554 desde Maio em Portugal. A situação esta a ficar preocupante pois a gripe esta a ficar galopante. O ministério reforça a Preocupação com a propagação e apela para a comunidade Portuguesa adoptar comportamentos que dificultem a transmissão do vírus H1N1 em Portugal. O número de infectados em Portugal não pára de crescer, e no entanto os meses frios ainda não chegaram.


Vacina Contra a Gripe A na China!

Categorias: Notícias em October 17, 2009

gripeaA China começou a produção de vacinas contra o vírus da gripe A (H1N1) após uma avaliação da Administração de produtos alimentares e farmacêuticos chineses. Esta nova vacina contra a Gripe A vai ter o nome de “Panflu 1″ e vai ser produzida pela ”sinovac”. Ao que tudo indica quando esta vacina chegar ao mercado vai poder ser inoculada a pessoas dos 3 aos 60 anos de idade, apenas numa dose única de 15 microgramas. Resta saber se a vacina chegará brevemente a Portugal ou não.


Médicos recusam Vacina Gripe A!

Categorias: Gripe A, Notícias em October 6, 2009

Segundo o Jornal de Notícias, existem por parte de alguns clínicos e enfermeiros alguma desconfiança quanto aos efeitos secundários das vacinas que estão a ser administradas. A inclusão destes profissionais num dos grupos prioritários a ser vacinados, deve-se ao facto de serem imprescindíveis ao funcionamento do Sistema Nacional de Saúde. Resta saber como ficará está situação, pois os médicos no próximo inverno irão ser precisos, muito precisos, e ninguém se pode dar ao luxo de ter um médico na bancada dos doentes.